Um amor de domingo.

Não seja um babaca.

Que não te falte coragem.

Não tenha medo. Enfrente.

Parece um pé na bunda, mas pode ser a tua liberdade.

Amar é não sofrer?

Eu só queria amar de novo.

Não espere muito de um homem.

As m'águas da vida.

Ser humano é ser autêntico.

É preciso cortar certos galhos.

A ordem dos amores altera o produto.

Uma boa dose de vida cura.

Namore uma Barbie, então.

Hoje, deixei a chuva bater.

A felicidade está nos erros.

Corações de vidro.

Homem?

As tuas pequenezas.

Os (des)encontros.

Existe simpatia para o amor?

A geração de pessoas chatas.

"Por que não eu?"

O mais lindo desencontro.

Ele não gosta de você. E você?

Auto-honestidade.

Você o amou? Bom para você.

-"Como esquecer alguém?"

-"Ela foi embora". Não, amigo. 

Difícil é o amando. 

Laranjas podres. 

Pratiquem amor regularmente. 

Hoje, o meu canto é dela. 

O mundo não precisa de fodões.

"Estou bem." Menti. 

O trauma Capricórnio. 

Maldita cadência.

Desconfiança mata.

A tecnologia não matou o amor.

O dia em que perdi o amor. 

Coloque um ponto final. 

As minhas botas manchadas.

Como estou? Em desabafo. 

Aos corados, me desculpem.

Falha ou falta de caráter. 

Eu me emociono com pouco. 

Hoje, o silêncio mata.

Desliga o Instagram e me beija?

Suas mentiras mais lindas. 

Elas são o sexo frágil. 

Obrigado, Andrea. 

O pouco que aprendi do amor. 

Respeito é fundamental. 

O que é amar? 

Amores de compasso. 

Mulheres de outono. 

O tempo é relativo. 

Amores imperfeitos. 

Dias de chuva. 

Saudades de quem já foi. 

Acredite: o babaca sofre. 

Ao sair, feche a porta. 

Aos meus pais, obrigado. 

Adeus é o que se dá.

Guarde o coração com carinho.

O amor precisa ser prático.

A vida machuca mas também cura.

Antes de dizer "eu te amo" consulte um dicionário.

Vazias meiguices.

Cuide bem, senão alguém cuida.

Pule dos trens desgovernados.

Não era amor. Era (va)cilada.

Não escolha ser idiota também.

Ela é simplesmente ela.

Apenas querer não basta, meu amigo.

Vale mais uma sincera inquietude.

A vida não espera.

Um não quer, dois não existem.

Meia ausência basta.

Falsos carinhos.

As pessoas impressionistas.

-"Por que não eu?" Porque sim.

Por você? Eu amei.

A era das vaidades.

Qual o sentido da vida?

O passado que não passa. 

Raiva cega? Não, egoísmo.

"Namore alguém que..."

"Você não é o meu tipo."

Obrigado por cuidar de mim. 

A mulher perfeita. 

Perder? Ou deixar para trás.

O texto que nunca escrevi.

Para machucar. 

Suas perfeitas imperfeições. 

O inverno e seus ipês. 

Uma mania chamada você.

O teu texto. 

O homem chamado solidão.

Chorei. Mas não olhei para trás.

Sua vida em alguém. 

Tudo em minha vida é sentir.

Eu a amei tanto que não lembro. 

Amor: sentimento universal.

Cartas à mesa. 

Como você a conquistou?

Meu medo de (muito) mais. 

Trinta segundos são essenciais. 

O seu primeiro nome. 

Quando não dizer desculpa. 

O dia em que a loucura entrou. 

Só me encaixo em você. 

Eu não conheço alguém bacana.

A menina do penacho branco. 

Meu coração procura naufrágios. 

Por que ela?

As probabilidades do amor. 

Ela não está afim de você. 

A vida é feita de rabiscos. 

Às mulheres que amei. 

À sua lágrima, obrigado. 

Sobre o tal do gelo. 

O meu nó na garganta. 

O tempo é um ponto.

As horas perdidas. 

A tatuagem. 

Você tem motivos para ficar?

Não desista do amor.

Você tem dúvidas sobre o amor?

A regra do amor é a exceção.

Se é muito eufórico, pode ser muito efêmero.

Não se preocupe, se não quiser.

Amor não se alimenta de grão.

Não corra atrás da felicidade.

Ame por inteiro.

Falta você em você.

Não esqueça do que a vida leva.

O bem mais sincero que alguns nos fazem é partir.

É preciso andar.

É preciso andar.

Eu nunca saí dali.

Não é orgulho. É amor próprio.

E quando for você...

Até onde vamos?

Amor ou estupidez?

É fácil ser gostosa em revista.

O nome dessa dor? Vida, linda.

Certos egoísmos são favores.

Não merecem o nosso Latim.

Cuide do que deseja ficar.

Procura-se um amor de urso. 

O homem que você enxerga. 

A minha melhor insônia. 

Saudade | s.f. |

Descanse, querida avó.

O babaca "sistema solar". 

Principalmente por seus defeitos.

Eu nunca soube perder. 

Eu não preciso dizer que te amo.

Estou cansado de fugir. 

O preço da felicidade. 

Ela não tirou o ar. Devolveu. 

O filho que não tivemos. 

Os pequenos gestos.

As meias mentiras. 

Amor em tempos de guerra. 

A beleza do encanto. 

Ele é linda. E me esqueço. 

Um erro para chamar de meu.

Eu me atrevo a viver. 

Moça assim é raridade.

Coração preto e peludo. 

Só descanso em você.

Você não sabe o que é amar. 

Porque ela era eu. 

Meu coração é magenta. 

Um guia de beleza. 

Estado civil? Vivendo. 

Cinco segundos bastaram. 

Enquanto te espero voltar. 

"Eu te amo" com os olhos. 

Enquanto te vejo dormir. 

O babaca da padaria. 

Ele pode estar sendo sincero. 

Lição de vida e de escrita. 

Carinho à primeira vista. 

O não cavalheirismo. 

Homens de verdade choram. 

Por que escrever?